Início » PANCs para cultivar em casa: confira dicas
Artigos JARDINS

PANCs para cultivar em casa: confira dicas

Você já deve ter escutado alguma vez a sigla PANCs, mas talvez não saiba o que ela significa. Trata-se das Plantas Alimentícias Não-Convencionais, espécies comestíveis, mas que (ainda) não são muito conhecidas e consumidas em todas as regiões.

Poe não serem tão populares na alimentação, as PANCs ainda não têm sementes sempre disponíveis em pontos de venda comerciais e normalmente são encontradas com quem já faz o seu cultivo, como produtores rurais orgânicos, agroflorestais ou por amantes de plantas e da biodiversidade. As informações sobre estas espécies também não é tão abundante, mas existes livros e cartilhas com informações científicas e estudos sobre elas.

Panc saúde
Peixinho da Horta, um exemplo de PANC. Foto: Plenuska | CC BY-SA 4.0

Por serem plantas mais rústicas e resistentes, é possível cultivar as PANCs em casa sem muito esforço. As espécies tem uma grande adaptabilidade em diversos tipos de solos, climas e são pouco exigente em relação à manutenção. Porém, é preciso atentar-se em relação ao espaço disponível para cultivo, para que seja compatível com o comportamento de desenvolvimento da planta, visto que algumas podem ser cultivadas em vasos e menores espaços, enquanto outras possuem um desenvolvimento vegetativo bem expressivo, necessitando de uma área maior.

Entre alguns exemplos de PANCs fáceis de cultivar em casa estão: Almeirão-de-árvore, Amaranto, Beldroega, Bertalha, Celósia, Jambu, Maxixe do Reino, Fisalis, Capuchinha e Feijão Borboleta.

Dicas e cuidados

As PANCs possuem características de serem bem rústicas, de fácil cultivo e manejo. A primeira dica é avaliar o local disponível em que se deseja plantar, de modo a atender o espaço necessário para um bom desenvolvimento das plantas.

Feira Pancs
A capuchinha é uma espécie de PANC. Foto: Mary Hutchison CC

Existem espécies que se adaptam bem a espaços pequenos, como vasos e floreiras, já outras, crescem bastante, precisando de maiores espaços.

A segunda dica é preparar o solo de forma adequada e escolher um bom substrato. Se atentar a isso é importante para que a planta tenha um bom desenvolvimento das raízes e drenagem de água. Algumas espécies podem ser conduzidas através de um tutoramento, como por exemplo o Maxixe e Feijão Borboleta, facilitando a colheita.

O plantio pode ser realizado por meio de semeadura direta, colocando as sementes ou pedaço da planta no solo, ou por transplantio de mudas.

chico bento pancs
CArtilha infantil dá dicas sobre o consumo de PANCs. Imagem: WWF-Brasil

Clima

A maior parte das espécies, tem melhor adaptação a períodos de clima quente a ameno, sendo algumas delas mais sensíveis à geada em determinado estágio, como o Feijão Mangalô em seu período de florada e formação de vagens, por exemplo.

Beleza e nutrientes

As PANCs podem ser utilizadas dentro de um sistema produtivo para consumo, além disso, possuem também características ornamentais, com cores e flores bem interessantes para essa finalidade, podendo contribuir com o paisagismo local.

Devido ao fato de muitas delas terem comportamento de ciclo perene e porte grande, podem ser utilizadas como cerca viva. Seu uso pode ser feito de várias formas como em hortas, ambientes urbanos, espaços públicos ou privados, locais com pouco ou grande espaço.

Ora-pro-nóbis

 

Fonte: Ciclovivo